Eventos de Popularização da Ciência

     

evento externo

Interno Público: Instituto Butantan, Fundação Butantan e público externo


Desvendando a Ciência

Desvendando a Ciência

O “Centre of Excellence in New Target Discovery – CENTD”, é fruto de uma parceria entre o Instituto Butantan, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e a GlaxoSmithKline (GSK).

Nossa proposta é contribuir para a melhora da qualidade de vida e saúde de todos, pois temos o objetivo de validar alvos terapêuticos que possibilitem a criação de novos remédios para doenças de base inflamatória. Temos também o compromisso social de difundir o conhecimento científico produzido pelo CENTD aos mais diversos públicos.

A ação do dia das Crianças

No CENTD temos uma plataforma científico-operacional e através dela venenos e secreções animais são usados para estudar doenças como artrite e câncer. O intuito desta ação é apresentar de forma lúdica a rotina do laboratório, para que, em um momento de descontração com a família o interesse pela ciência seja despertado em todos!


Datas:

12 OUT
Das 11h às 15h
Museu Catavento
Palácio das Indústrias
Av. Mercúrio, s/n,
Parque Dom Pedro II

26 OUT
Das 11h às 15h
Instituto butantan
Av. Vital Brasil, 1500

     

evento externo

Interno Público: Instituto Butantan, Fundação Butantan e público externo


Exposição: É Vital!

Exposição: É Vital!
Quando você se olha no espelho, o que vê?

Cada um enxerga seu próprio corpo de uma forma diferente. Isso porque temos características únicas. Mas, longe do espelho todos temos o nosso ‘Eu’ biológico, onde se realizam um dos fenômenos mais maravilhosos que existem: a vida!

O corpo humano é uma estrutura complexa, composta por trilhões de células, que, trabalhando juntas, permitem que os humanos sobrevivam e se reproduzam. Da mesma forma, laboratórios também são estruturas complexas, compostos por centenas de equipamentos trabalhando juntos para o desenvolvimento da pesquisa.

Algumas pessoas, por ofício, podem contemplar, com detalhe, o corpo humano, entender como cada órgão exerce sua função e como são organizados. Ao olhar de perto, podem perceber que, da mesma maneira que o espelho reflete a diversidade de cada ser, os órgãos refletem uma diversidade de características que os tornam únicos.

Para celebrar o seu 2º Aniversário, o CENTD tem o prazer de exibir a exposição “É Vital!”. Nossa intenção é compartilhar a beleza da diversidade que cada órgão apresenta. Além disso, queremos fazer uma analogia entre os órgãos vitais e alguns equipamentos (também vitais) que se encontram nos nossos laboratórios e não podem ser facilmente acessados.

As fotos aqui exibidas são parte de um árduo e minucioso trabalho, com o objetivo maior de ultrapassar as fronteiras dos laboratórios e promover o avanço da pesquisa científica. Este trabalho proporciona novas possibilidades de prevenção, diagnóstico e tratamento de inúmeras doenças, contribuindo sempre para a continuidade desse fenômeno maravilhoso que é a vida!

Abertura: dia 18/07 (quinta-feira)
Horário: 10h
Local: Casa Afrânio do Amaral (Instituto Butantan)
Avenida Vital Brasil, 1500.
Aberto ao público em geral.

     

evento externo

Interno A ciência no caminho das pessoas


Microscópio na Rua!

Microscópio na Rua!
O CENTD (Centre of Excellence in new Target Discovery) está levando a milhares de paulistanos a exposição "Bioarte é vida", que por meio da Biologia Celular e a beleza destas imagens ganharam sentimentos como alivio, dor, paixão e energia entre tantas outras emoções que as células do corpo humano podem sentir, nos relógios de rua da cidade de São Paulo.

     

evento externo

Interno Público: Instituto Butantan, Fundação Butantan e público externo


Microscópio na Rua!

Microscópio na Rua!
Esta atividade faz parte da programação do 2° aniversário do Centro de Excelência para Descobertas de Alvos Moleculares (CENTD). Esta é mais uma iniciativa do CENTD que visa à difusão do conhecimento científico a todos os públicos.

A proposta é que as pessoas mantenham seus trajetos e que durante alguns minutos possam vivenciar a experiência fascinante de olhar através de um microscópio. Essa será mais uma forma de apresentar a todos a pesquisa inovadora que vem sendo desenvolvida neste projeto.

Quando? 21/07/19 das 10h00 as 15h00
Onde? Estação de Metro São Paulo - Morumbi (Linha Amarela)

     

palestra externa

Interno Público: Instituto Butantan, Fundação Butantan e público externo


Exposição: Bioarte é Vida - Linha Amarela do Metrô de São Paulo

Exposição: Bioarte é Vida - Linha Amarela do Metrô de São Paulo
Na última terça (11), o Centd (Centro de Excelência para Descobertas de Alvos Moleculares) inaugurou, na estação Paulista da linha 4-Amarela do metrô em São Paulo, sua primeira mostra de artes visuais. Com imagens ampliadas de culturas celulares, a exposição itinerante "Bioarte é Vida" tem por objetivo provocar uma reflexão sobre a riqueza de peculiaridades presente em cada célula e que, do ponto de vista da ciência, pode nos levar ao desenvolvimento de novos medicamentos.

A mostra retrata o projeto desenvolvido pelo Centd, que utiliza técnicas bioquímicas e de biologia molecular para a descoberta de novos alvos moleculares. As imagens são sempre ligadas a sentimentos conscientes e inconscientes que direcionam as buscas, tanto pessoais quanto científicas.

A exposição é uma iniciativa do Centd, centro que faz parte do Instituto Butantan, em parceria com a ViaQuatro, empresa responsável pela operação e manutenção da linha-4 Amarela. O Centd é 100% voltado à pesquisa de novos alvos moleculares, completou um ano em 2018 e é uma plataforma criada pelo IB em conjunto com a Fapesp e a farmacêutica GSK.

Origem das Imagens

As imagens foram registradas pela equipe do Centd, que transformou o conhecimento científico contido em cada procedimento experimental em arte visual. “Nós produzimos essas imagens dentro do nosso laboratório, como metodologia científica e usamos tudo aquilo que está exposto com o objetivo de buscar alvo para o tratamento de doença articular e de câncer, é isso que foi incorporado na exposição. Os sentimentos que estão nas imagens, foram sentimentos despertados em nós e esperamos que o público capte essa sensação ao ver cada imagem”, disse Vanessa Zambelli, que realiza a divulgação da difusão científica do Centd.

Para Ana Marisa Tavassi, coordenadora do Centd, a mostra é "a beleza da ciência traduzida em arte". "É por meio dessas diferenças entre as células responsáveis por vários sistemas que podemos encontrar caminhos para chegar às doenças que ainda não têm cura. Cada célula tem uma beleza particular, elas são diferentes entre si e todas elas podem nos dar informações que podem nos levar ao desenvolvimento de novos medicamentos para ajudar a resolver problemas ainda não solucionados, como o das doenças que ainda não têm cura", afirmou Ana.

Confira as imagens:

Muito Além de Veneno de Cobra

Para Altair Barbosa Gouveia, usuário da linha 4-Amarela do metrô, a exposição chama atenção por suas cores e contrastes. O usuário também se disse surpreso ao saber que o Butantan tem um centro de pesquisa tão avançado. "Eu conheço o Instituto Butantan pelos animais e venenos. Fiquei surpreso em saber que o Butantan possui esse centro de pesquisa de novos medicamentos. Me surpreendi também com a disposição das células, jamais imaginei que fossem assim”, disse o usuário que visitou a exposição durante a inauguração oficial na última terça.

Junto a cada tela exposta, há um QR Code que permite aos usuários acessarem informações sobre cada registro por meio do próprio celular.

“É preciso divulgar este conhecimento, nossa expectativa é mostrar à população que em São Paulo, no Brasil, existe um Centro de Excelência em pesquisa científica que está cuidando dessas doenças e embora seja uma metodologia científica, é um trabalho muito bonito”, disse Linda Bernardes, coordenadora da divisão científica na área de novas tecnologias do Centd.

A exposição é gratuita e permanecerá na Estação Paulista, próxima às escadas rolantes, até o dia 07 de janeiro, depois seguirá para as estações Faria Lima (de 7 a 31 de janeiro) e Higienópolis-Mackenzie (de 1º a 28 de fevereiro).

Por Fernando Ribeiro (Instituto Butantan)

     

palestra externa

Interno Público: Instituto Butantan, Fundação Butantan e público externo


Ciência, Arte & Inovação

Ciência, Arte & Inovação

Programação:

Abertura do evento
09h30 às 09h45
Ana Marisa Chudzinski-Tavassi

Perspectivas atuais e futuras no controle da artrite
09h45 às 10h30
Fernando Queiroz Cunha

Café e abertura da exposição de aquarelas
10h30 às 11h00
Lilian Arbex

Projetos Inovadores & Propriedade Intelectual
11h00 às 11h45
Ricardo Remer

Encerramento
11h45 às 12h00

Artista Plástica:
Lilian Arbex - Desenvolveu sua carreira artística, especialmente como aquarelista e gravadora, nas duas últimas décadas.
Graduada em Farmácia e Bioquímica e Desenho Industrial/Programação Visual, pós-graduação em Design Gráfico, é responsável pelo International Watercolor Society - Brazil. Foi Diretora Cultural da ABA - Associação Brasileira de Aquarela e da Arte sobre Papel. Tive a oportunidade de ter aulas de aquarela com artistas como Fang e Galina Sheetkof. Além da aquarela, incrementou suas atividades com cursos em outras técnicas, como: Gravura em Metal, no Atelier Iole Di Natale (SP), Escultura Não-Figurativa, no Atelier BarrOco (MG), com Heloisa Alvim, Acquerellografia - Contemporary and Experimental Engraving – com Roberto Mazzetto (Tintoretto – Veneza, Itália), Encáustica, no Espaço Contempoarte (SP), workshop de aquarela na Scuola Internazionale di Graphica, Veneza, Itália, Gravura em Metal, no Atelier de Gravura da ECA/USP e SESC Pompéia (SP), com aulas de Evandro Carlos Jardim, e Buril com João Mazzotti, Pensamento Visual, com Carlos Fajardo.
Ministrou workshops de aquarela anualmente no evento “Universo da Aquarela”, em São Paulo, SP, e no Espaço Viver a Vida, em Cotia, SP. Algumas de suas pinturas e gravuras pertecem a coleções privadas e públicas, como Pinacoteca do Estado de São Paulo e Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, Banco Bradesco, Secretaria de Esportes de São Paulo, entre outras.

Palestrantes:
Fernando de Queiroz Cunha - Professor Titular de Farmacologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, SP (FMRP-USP). Tem experiência na área de Imuno-farmacologia, com ênfase em Doenças Inflamatórias, atuando principalmente nos seguintes temas: sepse, artrite reumatoide, mecanismos envolvidos em lesões tissulares, migração de leucócitos, resposta imune inata e citocinas. Membro das seguintes Academias de Ciência: Academia Mundial de Ciências (TWAS), Academia Brasileira de Ciência (ABC), Academia de Ciência do Estado de São Paulo, Academia Ribeirão-pretana de Ciência. Atualmente é coordenador do CRID - Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias (CEPID-FAPESP). Coordenador do Instituto de Estudos Avançados USP- Polo de Ribeirão Preto, Consultor ad doc do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, Financiadora de Estudos e Projetos, e CAPES. Representante titular da USP no Conselho do Parque de Inovação e Tecnologia de Ribeirão Preto. Publicou mais de 500 artigos científicos em revistas de circulação internacional, que receberam mais 20.000 citações, tendo índice H de 70 (Scopus).

Ricardo Remer - Graduado em Engenharia Química (UFPR); Mestre em Ciências – Biologia Celular e Molecular pelo Instituto Oswaldo Cruz (FIOCRUZ); Doutorando em Ciências – Genética (UFRJ). Pós-graduado em Direito de Propriedade Intelectual pela Fundação Getúlio Vargas – FGV, Rio de Janeiro e MBA em Gestão Empresarial também pela FGV/RJ. Professor na pós-graduação em Gestão Estratégica da Inovação Tecnológica (Propriedade Intelectual) na UNICAMP (2008-atual). Tutor dos cursos DL 301 Patentes e DL 204 Biotecnologia e Propriedade Intelectual da Academia da Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) (2009-atual). Sócio-fundador do escritório Remer Villaça & Nogueira, que atua há mais de 15 anos em Consultoria e Gestão Estratégica da Propriedade Intelectual, Patentes e Transferência de Tecnologia. Empreendedor na BIOTECAM, startup com foco em Biotecnologia e Meio Ambiente, incubada na incubadora de Empresas da Coppe/UFRJ.

Data: 20/07/2018
Horário: 09h30 - 12h
Local: Auditório do Centro de Difusão Científica (CDC - Instituto Butantan).